Akwavita - O Espaço da Saúde Integral
Pesquisar no site:  Pesquisar 
Acesse a página inicial da Akwavita  Fale Conosco - O seu canal de comunicação com a Akwavita  Mapa do Site

Terapia Ortomolecular - Veja seu desequilíbrio pelas Diáteses de Menetrier

Terapia Ortomolecular - Diáteses de Menetrier

Podemos Classificar as pessoas em quatro categorias, segundo Ménètrier
 
. Diátese I:  Alérgico ou artrítico alérgica:
  • Há aceleração nas trocas orgânicas, com respostas muito rápidas, excessivas.
  • Os pacientes geralmente são crianças ou adultos jovens, com um quadro alérgico presente (rinite, asma, eczema, alergia alimentar etc.) e/ou sinais inflamatórios articulares, com poucas ou nenhuma alteração laboratorial.
  • São hiperativos, principalmente à noite, com dificuldade de conciliar o sono, e geralmente pela manhã, tem dificuldade de despertar.
  • Irritáveis, dinâmicos, otimistas, hiperreativos e hiperemotivos, com um cansaço de base mascarado por uma constante movimentação e busca de atividades.
  • O tratamento desta diátese requer a recomendação do oligoelemento Manganês (Mn);
 
· Diátese II:  Hipostênico ou artroinfecciosa:
  • Há diminuição nas trocas celulares.
  • As respostas são lentas e de intensidade insuficiente, sintomatologia hiporreativa, tendência a infecções e fatigabilidade anormais, progressiva com o decorrer do dia.
  • Se crianças apresentam déficit pondero-estatural, dificuldade de atenção e concentração, há a tendência a infecções repetitivas (gripes, ORL, cutâneas, por exemplo).
  • O tratamento desta diátese requer a recomendação do complexo oligoterápico manganês-cobre (Mn-Cu);
 
· Diátese III: Distônico
 
  • Há uma desadaptação da resposta celular.
  • É a Diátese da segunda metade da vida, da maturidade.
  • Os pacientes sofrem de sintomas distônicos, tipo neurovegetativos, evoluindo frequentemente para quadro de Ansiedade crônica.
  • As patologias iniciam sua passagem do funcional para o lesional.
  • Temos como exemplo: alterações endócrinas e sinais e sintomas da menopausa, artrose, transtornos circulatórios periféricos e centrais, dislipidemias, manifestações distônicas epigástricas, estados espasmofílicos, perdas de memória, alergias crônicas etc.
  • O tratamento desta diátese requer a recomendação do complexo oligoterápico manganês-cobalto (Mn-Co ou Mn-Vitta B12);
· Diátese IV: Anérgico:
  • As trocas celulares estão muito diminuídas, quase nulas, há a insuficiência global de reações autodefensivas, e impotência terapêutica a qualquer tratamento.
  • Os sintomas variam desde anergias transitórias (pós virais, choques morais, pós cirúrgicas ou pós traumáticas) até quadros degenerativos, lesionais e morte.
  • Os sintomas principais são: fadiga global, que não melhora por repouso, fenômenos depressivos, diminuição das faculdades intelectuais, infecções de evolução rápida, severas e recidivantes, com falta de resposta à antibioticoterapia, senescência global, rapidamente evolutiva, câncer e todas degenerações celulares.
  • O tratamento desta diátese requer a recomendação de um complexo oligoterápico (cobre-ouro-prata). As Diáteses primárias (I e II) e secundárias (III e IV) podem apresentar-se imbricadas ou isoladas.
 
OBS: a pessoa que passa por uma avaliação saberá como poderá equilibrar estes pontos assinalados acima, de acordo com sua classificação
©2017 Net4all
Todos os direitos reservados