Akwavita - O Espaço da Saúde Integral
Pesquisar no site:  Pesquisar 
Acesse a página inicial da Akwavita  Fale Conosco - O seu canal de comunicação com a Akwavita  Mapa do Site

Terapia Ortomolecular - Restabeleça o equiíbrio do organismo

O termo Ortomolecular vem do grego orthos que significa normal, reto, direito e a denominação Medicina ortomolecular foi proposta por Linus Pauling, um dos maiores químicos de todos os tempos, ganhador do Prêmio Nobel de Química em 1954 e da Paz em 1962, conhecido mundialmente por seus diversos trabalhos desenvolvidos recomendando o uso diário de vitaminas, principalmente a vitamina C.

Agende uma consulta de terapia ortomolecular.

A Medicina Ortomolecular é um ramo da medicina cujo principal objetivo é restabelecer o equilíbrio químico molecular do nosso organismo, através do uso de substâncias naturais encontradas numa dieta saudável como vitaminas, minerais, enzimas, aminoácidos, gliconutrientes  e ácidos graxos, prevenindo e tratando as doenças, proporcionando com isso um reequilíbrio bioquímiro do sistema orgânico.

Os sistemas neuroendócrino, psíquico e imunológico foram criados para funcionar de forma harmoniosa. Entretanto, algumas interferências têm contribuído para desequilibrar o nosso corpo. Entre elas temos os vários fatores externos como stress, poluição, fumo, álcool e alimentação inadequada, que colaboram para a produção exagerada de moléculas instáveis e seu efeito nefasto fica visível na falta de vitalidade da pele e do cabelo. Também as patologias vêm acompanhadas por alterações da composição bioquímica do organismo, isso tudo provoca em nosso corpo um desequilíbrio.

Cabe à Medicina Ortomolecular investigar as deficiências nutricionais, detectando a presença de muitos tóxicos no corpo (que podem ser a causa de determinadas doenças) e com isso ela foca o papel da nutrição adequada em relação à saúde. Isto significa que uma correção, principalmente nutricional baseada na mudança da alimentação, equilibra os nutrientes provocando o restabelecimento do organismo.

Tudo isso favorece e melhora o metabolismo, o funcionamento do intestino, facilita a queima de gordura, a eliminação de toxinas, combate o envelhecimento precoce, alivia a retenção de líquidos, promovendo a aparência de uma pele mais jovem e saudável, a diminuição do cansaço e do estresse por meio da reposição de vitaminas, minerais e aminoácidos.

A formação de radicais livres é um fator importantíssimo no aparecimento de várias doenças, como artrite, câncer, osteoartrite, lúpus, enfisema pulmonar e doenças cardiovasculares. Podemos compreender melhor da seguinte forma: ao respirar, nosso organismo utiliza de 98 a 99% do oxigênio que consumimos para produzir energia. O que sobra, ou seja, de 1 a 2%, não participa desse processo, e eles formam as espécies tóxicas reativas do oxigênio, que são os radicais livres. Eles correspondem a átomos ou grupos de átomos com um elétron não emparelhado em sua orbita mais externa. São, portanto, muito mais reativos, pois para recuperar o equilíbrio precisam “doar” o elétron desemparelhado. Combinando ativamente com as várias estruturas celulares do nosso organismo, o resultado é a destruição de algumas células e, conseqüentemente, o aparecimento de várias doenças, algumas delas já acima mencionadas.

O objetivo da Medicina Ortomolecular é compreender as inter-relações que ocorrem a nível bioquímico do organismo e assim poder atuar em conformidade com esses próprios mecanismos, harmonizando de maneira global a bioquímica de células, órgãos e sistemas. O reequilíbrio é feito por meio da correção dos mecanismos moleculares fisiológicos (normais), suprindo o sistema orgânico com os elementos adequados para essa reordenação, cabendo o papel principal às vitaminas e aos minerais.

Portanto, o ponto central da Medicina Ortomolecular é a busca pelo bem-estar, pela prevenção de doenças. Sua função primordial é de fortalecer o organismo, para que ele tenha melhores condições de reagir contra males que o acometem. Colabora também no tratamento das deficiências de vários nutrientes, contribuindo com isso para a melhora dos mais diversos problemas como diabetes, depressão, obesidade, falta de memória,· câncer, intoxicações, doenças reumáticas e cardiovasculares, entre outras.

Logo, a Medicina Ortomolecular além de ser curativa é muito mais preventiva. Por exemplo, devemos tratar um paciente com estresse antes que apareça com várias doenças causadas pelo mesmo como a hipertensão arterial, etc. Também podemos tratar a obesidade antes que ela ocasione diabetes. Na Medicina Ortomolecular, o paciente é visto como um todo, um conjunto que deve funcionar em harmonia. Com esta visão geral do paciente, qualquer tratamento torna-se muito mais suave e harmônico, pois encontramos a origem dos problemas, onde todo o processo patológico se desenvolve, ficando assim muito mais fácil tratar ou prevenir as doenças.

©2014 Net4all
Todos os direitos reservados